• Por: Garantidora Duplique Desembargador
  • 19/02/2020

Conceito de justo motivo em caso de reprovação das contas

O advogado Zulmar Koerich explica que os condôminos não podem reprovar o balanço anual do condomínio sem apresentar argumentos Conforme o Art. 1.348, inciso VIII do Código Civil, o síndico é obrigado a prestar contas à assembleia, anualmente e quando exigidas. Existe uma série de documentações necessárias para apresentar tudo de maneira transparente aos condôminos e, mesmo que o balanço esteja de […]

O advogado Zulmar Koerich explica que os condôminos não podem reprovar o balanço anual do condomínio sem apresentar argumentos
Conforme o Art. 1.348, inciso VIII do Código Civil, o síndico é obrigado a prestar contas à assembleia, anualmente e quando exigidas.
Existe uma série de documentações necessárias para apresentar tudo de maneira transparente aos condôminos e, mesmo que o balanço esteja de acordo com a Lei, é possível que ele seja reprovado.
Conforme explica advogado Zulmar Koerich, pode haver condôminos descontentes com a sua administração que se aproveitam da votação da prestação de contas para praticar alguma represália contra o síndico, sem apresentar motivos concretos para tal.
Com exemplos, Koerich cita o conceito de justo motivo, que pode ser a saída para o síndico agir diante dessa situação.
Entenda melhor assistindo ao vídeo:

Fonte: https://www.sindiconet.com.br/

  • COMPARTILHE

Pesquisar

Desenvolvido por: