• Por: Duplique Desembargador
  • 15/10/2013

Como escolher as cores das paredes da casa

Para pintar paredes não há regras que precisem ser seguidas a risca, tudo depende do gosto pessoal pelas cores e tons Um dos elementos mais fortes na determinação de um ambiente é a cor de suas paredes. As cores tem uma forte influência sobre os nossos sentimentos. Elas podem comunicar sensações completamente opostas, como calma, […]

Para pintar paredes não há regras que precisem ser seguidas a risca, tudo depende do gosto pessoal pelas cores e tons

pintar a parede

Um dos elementos mais fortes na determinação de um ambiente é a cor de suas paredes. As cores tem uma forte influência sobre os nossos sentimentos. Elas podem comunicar sensações completamente opostas, como calma, agitação, tranquilidade, energia e aconchego. Por isso, na hora de escolher as tonalidades das paredes da sua casa, vale um cuidado todo especial. Juntamente com os seus objetos de decoração e móveis, elas determinarão qual é a sensação que cada ambiente passa.

Antes de começar a pintura

Se você está redecorando um ambiente já mobiliado, leve em consideração os objetos que já estão lá. Por exemplo, se você possui uma sala com muitos móveis em madeira natural, com sofás e tapetes combinando, deve descartar logo de cara os tons muito neutros ou escuros. O ambiente ficaria muito pesado. Neste caso, o ideal é apostar em cores mais claras e tons mais vivos, para criar um contraste e dar uma sensação de espaço mais aberto e claro.

Considere ainda, antes de entrar na loja de tintas, a iluminação do lugar. Se há poucas janelas, luminárias ou lâmpadas de menor brilho, a mesma dica vale. Aposte em paredes claras, para refletir a pouca luz, criando um ambiente mais amplo. O efeito contrário seria obtido se você pintasse uma parede ao lado de uma grande janela de branco. O lugar pode se tornar excessivamente claro e sem vida.

Cores quentes e frias

Todo o espectro luminoso se divide nestas duas categorias: cores quentes e cores frias. As cores quentes são o vermelho, laranja, amarelo e tonalidades em que estas cores são predominantes. Já as frias são os azuis, verdes e violetas. Cores neutras, como cinzas e marrons, podem ser quentes ou frias, dependendo da sua composição.

As cores quentes transmitem energia, vivacidade, criatividade, estimulam o apetite e a socialização. Tente lembrar da decoração da maioria dos restaurantes que você frequenta, ou dos rótulos de embalagens de alimentos. Percebe como a maioria deles usa cores quentes? Com estas características, estas cores são indicadas pra cozinhas, salas de estar, de jantar e até mesmo para home-offices.

Já as cores frias passam sensação de calma, relaxamento, serenidade e descanso. Isto as torna ideais para os quartos, salas de estudo e banheiros. Cores frias também passam a sensação de amplitude e podem ser usadas para fazer os ambientes pequenos pareçam maiores.

Não existem regras absolutas

Quando se fala em decorar a sua casa, o mais importante é que você se sinta bem nela. Se você é uma pessoa muito energética e ativa, pode lhe agradar a ideia de um quarto com uma parede vermelho vivo. Se este for o caso, escolha o tom e mãos a obra!

Cozinha verde? Sem problemas. Banheiro roxo? Vá em frente. Uma parede de cada cor? Tudo bem. Estas dicas são orientações iniciais para você possa fazer a sua escolha, mas não se restrinja a elas.

É bom sempre manter em mente que cores muito fortes podem parecer uma boa na hora e se tornearem enjoativas com o tempo. Uma boa sugestão é pedir cartões de amostra das cores que você mais gostou e levá-las até a sua casa, para ver a aparência exata que terão naquele ambiente, com a iluminação dali.

Uma vantagem de transformar o ambiente através da pintura, é que depois de um tempo, caso você não goste mais ou tenha comprado móveis que não estão combinando, é uma modificação que não custa muito caro e nem dá muito trabalho, principalmente se você está disposto a fazer o serviço você mesmo.

Fonte: Imóvel Web

  • COMPARTILHE

Pesquisar

Desenvolvido por: