• Por: Garantidora Duplique Desembargador
  • 05/10/2016

Guia sobre animais (cães, gatos,..) em condomínio

Se o cachorro é o melhor amigo do homem, é também uma das maiores dores de cabeça da vida em condomínio. Afinal, lidar com as particularidades de animais e donos não é tarefa das mais fáceis para o síndico. Para se ter uma ideia, segundo um levantamento feito pelo advogado Márcio Rachkorsky para revista Veja, cãescirculando em áreas […]

Introdução do guia

Se o cachorro é o melhor amigo do homem, é também uma das maiores dores de cabeça da vida em condomínio.
Afinal, lidar com as particularidades de animais e donos não é tarefa das mais fáceis para o síndico.
Para se ter uma ideia, segundo um levantamento feito pelo advogado Márcio Rachkorsky para revista Vejacãescirculando em áreas coletivas do condomínio e latindo durante a madrugada correspondem a aproximadamente 15% dos conflitos entre moradores.

Unanimidade

Além disso, a presença desses “mimos” em condomínios já é praticamente unânime. De acordo com a Comac (Comissão para Animais de Companhia), a estimativa é de que 44% dos lares das classes A, B e C tenham um animal para fazer companhia.
Também vale ressaltar que, apesar de muitas convenções proibirem animais, a Justiça vem dando ganho de causa a proprietários de animais que não representem perigo e incômodo aos condôminos.

Guia sobre animais em condomínios

Portanto, é bom se informar para saber enfrentar esta questão tão delicada. Nesse guia SíndicoNet, você encontrará sugestões e orientações sobre como lidar com dificuldades relacionadas a animais domésticos em condomínio, além de dicas de como conduzir situações problemáticas.
 
Fonte: SindicoNet

  • COMPARTILHE

Pesquisar

Desenvolvido por: