• Por: Garantidora Duplique Desembargador
  • 09/11/2015

Drogas em Condomínios: Como lidar?

Todos sabem que as drogas são um grande problema, onde quer que estejam. Todos sabem que as drogas são um grande problema, onde quer que estejam. Sejam elas lícitas, como o cigarro e o álcool, e ilícitas, como maconha, cocaína e entre outras. E nos condomínios não é diferente. Muitos são os relatos de problemas […]

Todos sabem que as drogas são um grande problema, onde quer que estejam.

Todos sabem que as drogas são um grande problema, onde quer que estejam. Sejam elas lícitas, como o cigarro e o álcool, e ilícitas, como maconha, cocaína e entre outras. E nos condomínios não é diferente. Muitos são os relatos de problemas com drogas, o que gera uma grande dor de cabeça para o síndico e também para os moradores.

Algumas pessoas se perguntam como essas drogas chegam até os prédios. E a resposta é bastante simples: falta de vistoria. A maioria dos moradores trabalham diuturnamente e seus filhos, geralmente, ficam sozinhos sob os cuidados do condomínio. E nessas horas que as drogas aparecem. Muitas vezes, os jovens se expõem demais, exageram no consumo e acabam causando um grande transtorno: fazem festa com barulhos ensurdecedores, atrapalham os vizinhos e entre outros. Nessa hora um funcionário deverá perceber o problema e encaminhá-lo ao síndico. A partir daí, o mesmo deverá tomar as decisões cabíveis.

Uma das medidas que podem ser tomadas para tentar acabar com esse consumo, é ocupar os jovens. Isso deve ser comunicado aos seus pais, e consequentemente, providenciar alguma atividade para que os mesmos não fiquem desocupados longe dos olhos de seus responsáveis e com isso, não causem danos aos condôminos.

Fonte: seucondominio.com.br

  • COMPARTILHE

Pesquisar

Desenvolvido por: