• Por: Garantidora Duplique Desembargador
  • 21/10/2013

Os perigos que rondam os ambientes climatizados

Manutenção inadequada de aparelhos de ar-condicionado oferece risco para a saúde e traz prejuízo às empresas  Nem todos atentam para o fato de a falta de manutenção nos sistemas e aparelhos de ar-condicionado representar risco para a saúde das pessoas que permanecem em ambientes climatizados, além de afetar a durabilidade dos equipamentos, lembra o Conselho […]

Manutenção inadequada de aparelhos de ar-condicionado oferece risco para a saúde e traz prejuízo às empresas ar condicionado 3

Nem todos atentam para o fato de a falta de manutenção nos sistemas e aparelhos de ar-condicionado representar risco para a saúde das pessoas que permanecem em ambientes climatizados, além de afetar a durabilidade dos equipamentos, lembra o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Paraná (CREA-PR).

Por definição, o processo de tratamento do ar é destinado a manter os níveis adequados de qualidade do ar interior para controle da temperatura, umidade, velocidade, material particulado, partículas biológicas e teor de dióxido de carbono (CO²). Em síntese, muito mais do que manter uma temperatura agradável, os sistemas de ar-condicionado precisam manter a qualidade do ar de um ambiente.

Comentando o alerta do CREA-PR, o engenheiro mecânico José Carlos Wescher ressalta que, sem manutenção, os aparelhos podem se tornar viveiros para microorganismos nocivos à saúde, como bactérias, fungos, protozoários e outros agentes biológicos.

“Além disso, os sistemas de ar-condicionado podem propagar, por exemplo, pó, pólen, gases tóxicos ou mesmo fumaça. Por isso, para evitar problemas é fundamental contar com o acompanhamento de profissionais habilitados junto ao CREA-PR (e demais Estados) para o projeto, a instalação e manutenção periódica de sistemas de ar-condicionado”, recomenda Wescher.

Fonte: Imóvel Web

  • COMPARTILHE

Pesquisar

Desenvolvido por: